Seriam os ebooks um passo para trás?

À primeira vista, ebooks e e-readers parecem um bom avanço para clientes e empresas. Afinal, aumentam a quantidade de leitores e os preços dos dispositivos estão baixando, tornando-os acessíveis para mais gente.

E-books não são baratos, mas as vendas estão crescendo. Entre janeiro e fevereiro deste ano, o mercado vendeu mais de 164 milhões em livros digitais, de acordo com a Associação de Editores dos EUA. O crescimento foi de quase 170% comparado ao mesmo período em 2010. Mas as ferramentas de leitura atuais ainda não são boas para o público, afirma Richard Stallman, fundador do movimento software livre e do projeto GNU. Em um artigo chamado “The danger of e-books”, Stallman descreve a situação atual como “um passo atrás na história dos livros”. “Mais restritivos que a lei de direitos autorais”. Segundo ele, por exemplo, os ebooks são mais restritivos do que os livros normais, já que é necessário dar informações pessoais para comprar um ebook, é necessário um dispositivo específico, ou um programa de computador específico para lê-los.

Um outro argumento contra os ebooks, segundo Sara Barbour, é que livros são companheiros, são objetos com a qual se criam vínculos emocionais e envelhecem conforme você cresce. Cada cópia de um livro tem as suas páginas gastas de uma forma, o dorso tem ranhuras diferentes e por aí vai. Será que seríamos capazes de criar esses vínculos com aquele amontoado de zeros e uns?

E vocês, o que acham?

Anúncios
Publicado em Sem categoria.

Morador cria biblioteca no complexo do Alemão

Enquanto traficantes do Comando Vermelho em fuga trocavam tiros com a polícia e soldados do Exército durante a ocupação dos complexos da Penha e do Alemão, em novembro de 2010, Otávio Júnior, 27, escrevia.

Além de escrever seu primeiro livro, O Livreiro do Alemão, Otávio Junior organizou a “Barracoteca Hans Christian Andersen”, com ajuda do Ministério da Cultura para compor o acervo. Eu acho fantástico que tenham pessoas como o Otávio, dispostas a tudo para fazer com que as pessoas tenham acesso a bons livros.

artigo na folha

Publicado em Sem categoria.

Top 100 livros de ficção científica e fantasia

A NPR elegeu os 100 melhores livros de ficção científica e fantasia. Curiosamente, alguns quadrinhos entraram nessa lista, completamente merecedores da honra, como Watchmen de Alan Moore e Sandman de Neil Gaiman. Veja abaixo as 10 primeiras obras e no link a lista completa no artigo em inglês.

  1. Trilogia O Senhor dos Anéis, J.R.R. Tolkien
  2. A Trilogia em 4 volumes do Guia do Mochileiro das Gálaxias, Douglas Adams
  3. Ender’s Game, Orson Scott Card
  4. Duna, Frank Herbert
  5. As Crônicas de Gelo e Fogo, George R. R. Martin
  6. 1984, George Orwell
  7.  Fahrenheit 451, by Ray Bradbury
  8. A trilogia da Fundação, Isaac Asimov
  9. Admirável Mundo Novo, Aldous Huxley
  10. American Gods, Neil Gaiman

Uma lista sem dúvida só com pesos pesados e praticamente obrigatórios para os fãs do gênero. Aliás, correm rumores de que American Gods será adaptado para a TV pela HBO.

lista completa

E a gincana em agosto? Como está?

Para você que anda desligado, está na hora de acelerar as suas leituras!

O mês de julho foi muito produtivo para alguns dos nossos participantes e o número de obras lidas se aproxima da terceira centena, com 261 obras!

Segue a pontuação até aqui:

1. Klaus – 37 pontos

2. Malu – 30 pontos

3. Luciana – 29 pontos

4. Francisco – 23 pontos

5. Mariana – 20 pontos

Os demais participantes: Gina, Celso, Lorna, Luiza, Aline, Caio e Carla estão abaixo de 10 obras registradas.

Lembre-se: se você leu e esqueceu de registrar suas leituras, clique no questionário aí ao lado e contribua para essa acirrada disputa!

Parabéns aos participantes até aqui e vamos à Agosto!