Morador cria biblioteca no complexo do Alemão

Enquanto traficantes do Comando Vermelho em fuga trocavam tiros com a polícia e soldados do Exército durante a ocupação dos complexos da Penha e do Alemão, em novembro de 2010, Otávio Júnior, 27, escrevia.

Além de escrever seu primeiro livro, O Livreiro do Alemão, Otávio Junior organizou a “Barracoteca Hans Christian Andersen”, com ajuda do Ministério da Cultura para compor o acervo. Eu acho fantástico que tenham pessoas como o Otávio, dispostas a tudo para fazer com que as pessoas tenham acesso a bons livros.

artigo na folha

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s