As livrarias mais bonitas do mundo – Parte II

Depois dessa breve viagem da França até Portugal, chegamos ao nosso segundo ponto de parada: A Livraria Lello e Irmão, localizada na cidade do Porto, em Portugal.

A livraria Lello tem um passado francês, já que parte da loja atual foi originalmente a Livraria Chardron, fundada em 1868 pelo cidadão francês Ernesto Chardron, editor de importantes obras de Camilo Castelo Branco em Portugal, segundo a Wikipedia.

Em 1894, o português José Pinto de Sousa Lello – que já tinha a sua própria loja e editora desde 1881 -, associado ao seu irmão Antònio Lello, adquiriu a livraria Chardron, e criou a Livraria Lello e Irmão.

O estabelecimento atual, na Rua das Carmelitas, nº 144, foi inaugurado em 1906 após a concretização do projeto de um importante engenheiro português chamado Francisco Xavier Esteves. No dia da inauguração, os irmãos contaram com a presença de importantes nomes, como Guerra Junqueiro, Abel Botelho, João Grave, Bento Carqueja, Aurélio da Paz dos Reis, José Leite de Vasconcelos e Afonso Costa.

 

Após a morte de seus fundadores, a livraria passou por processos de modernização e atualização, sendo inteiramente restaurada e informatizada em 1995. Acompanhando esse movimento, o espaço ganhou uma galeria de arte e espaço para reunião entre leitores e discussão de obras.

A Livraria Lello e irmão está nessa lista devido ao impacto causado pela sua arquitetura. Em estilo neogótico portuense, as instalações contemplam bustos de escritores portugueses como Antero de Quental, Eça de Queirós, Camilo Castelo Branco, entre outros.

Suas prateleiras rebuscadas, esculpidas em madeira, e a escada vermelha em espiral, que remete ao desabrochar de uma flor exótica, compõem as atrações da loja.

No primeiro piso, é possível encontrar um café iluminado por raros vitrais coloridos com os dizeres em latim “Decus en Labore” que significa “Dedicação ao Trabalho”.

 

Para os mais interessados em conhecer e viajar pelos corredores da Livraria Lello & Irmão, seguem alguns links dos quais eu retirei as informações acima:

http://fragmentosculturais.blogspot.com

http://flavorwire.com/

http://pt.wikipedia.org/

http://www.flickr.com/photos/11239438@N03/6446308405/?q=decus%20in%20labore

Próxima Parada: Milão, Itália.

Vamos juntos?

Um abraço e boa semana!

Anúncios

Projeto Gutenberg

foto por hix.steven

Imagine uma biblioteca praticamente sem fim, aonde vários clássicos como as obras de Shakespeare ou Eça de Queirós estejam ao alcance. Imagine ainda por cima, que você pode acessá-la a qualquer momento, e que melhor de tudo, eles são completamente gratuitos. Esse é o Projeto Gutenberg, nomeado em homenagem ao inventor da prensa, que disponibiliza em formato digital várias obras que já caíram em domínio público. Para facilitar a leitura, o site só usa formatos abertos, como o ePub, assim, não há problemas do tipo: “Será que vou conseguir ler no meu aparelho?”. Abaixo, alguns exemplos do que pode ser encontrado lá:

site: http://www.gutenberg.org/wiki/Main_Page

As livrarias mais bonitas do mundo – Parte1

Alô leitores de plantão,

Nessas idas e vindas da vida internauta encontrei dois sites que publicaram fotos recentes das supostas livrarias mais bonitas do mundo.

Um leitor amante de livros impressos adora uma bela livraria e tudo que tem dentro dela: os atendentes, as pessoas, o café e, principalmente, os seus livros bem valorizados e dispostos de forma organizada. Não é verdade?

Eu não sou uma leitora tão febril, mas gosto de passear nas livrarias. Meu marido não perde uma oportunidade de dar uma passadinha na Cultura e nessa vamos também minha irmã, meu cunhado e eu.

Proponho então que façamos juntos uma breve viagem pelo mundo através das suas livrarias mais famosas. Vamos embarcar nessa?

O nosso primeiro destino é a Cidade Luz e a nossa primeira parada é a famosa Shakespeare & Co.

Fundada originalmente em 1919, tratava-se de uma livraria independente frequentada por diversos escritores como Ernest Hemingway e James Joyce.

Fechada durante a ocupação alemã em Paris na 2ª Guerra Mundial, a primeira Shakespere & Co. nunca mais reabriu.

Hoje, entretanto, é possível visitar a segunda Shakespeare & Co aberta em 1951 com o nome original de “Le Mistral” e rebatizada em 64 como uma homenagem à Shakespeare & Co. original.

A livraria atual é palco para leituras especializadas e também abriga diversos eventos e oficinas literárias.

Além de vender publicações atuais, o espaço adquire títulos em segunda mão, para compor o seu acervo valioso.

A maior especialidade da Shakespeare & Co. é a literatura inglesa. Curioso, não? Quem diria que a livraria mais famosa em títulos de língua inglesa ficaria justamente em Paris, na França?

A Shakespeare & Co. foi escolhida para estrear essa pequena série de posts sobre as livrarias mais bonitas do mundo porque ela é preciosa também em sua história, além de possuir uma personalidade própria, lembrando (e funcionando também como) um sebo.

Imagina só sentar naquela poltroninha ali em cima e ficar horas e horas lendo qualquer coisa, escondidinho, em plena Paris?

Em uma primeira olhada a Shakespeare & Co parece atolada com tantas publicações, mas ela também pode ser bem organizada, apesar da quantidade de volumes.

Aí em cima, a entrada da livraria na rue de la Bûcherie,37 e a Poet’s Corner.

Você já foi à Paris? Teve a oportunidade de passear por essa beldade histórica? Então conte um pouquinho mais dessa nossa primeira parada no início da nossa viagem pelas mais belas livrarias do mundo!

Próximo destino: Portugal

(Luiza)

Fontes: Wikipedia; Portal Pitanga; Design Love; Shakespeare & CO.

A Gincana em Janeiro

Terminamos o primeiro mês dessa Gincana e encerramos as inscrições com 19 participantes. É  50% a mais do que a edição do ano passado, vamos torcer para que continue sempre crescendo e melhorando. Vamos ao primeiro resumo do ano:

  1. Clauver com 27 pontos
  2. Dan com 23 pontos
  3. Malu com 20 pontos
  4. Nathalia Souza com 15 pontos
  5. Francisco com 10 pontos
  6. Ana com 9 pontos
  7. Luiza e Gina com 6 pontos
  8. Juliana Palermo com 5 pontos
  9. Aline Moreira com 4 pontos
  10. Mariana, Lorna e Ana Paula com 3 pontos
  11. Marcia Pires com 2 pontos
  12. Giovana com 1 ponto

Cleber, Alini, Henrique e Luciana Locks estão com 0 pontos. Lembrando que nessa edição o Clauver não pode ganhar, já que ganhou a última.