“As Esganadas”– Jô Soares

A mais nova publicação do mercado editorial brasileiro está dando o que falar. “As Esganadas” do jornalista e apresentador Jô Soares terá sessão de autógrafos amanhã, 26/10, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional em São Paulo.

Trata-se de um romance policial ambientado no Rio de Janeiro do início do século XX. Uma espécie de assassino em série escolhe a dedo suas vítimas: mulheres jovens, belas e… gordinhas.

À Folha de São Paulo, o autor contou um pouco sobre a sua nova obra e revelou sua satisfação em realizar a pesquisa documental, permitindo-o descrever o cenário e à época com grandeza de detalhes.

No vídeo abaixo, Jô faz uma breve leitura de trecho do livro.

 

Resumo da obra: http://companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=13252

Trecho em .pdf: http://companhiadasletras.com.br/trechos/13252.pdf

 

Noite de autógrafos com Jô Soares
Quarta-feira, 26 de outubro, às 18h
Livraria Cultura — Conjunto Nacional
Loja Companhia das Letras por Livraria Cultura
Av. Paulista, 2073
São Paulo / SP

(por Luiza)

Mais um lançamento da série 39 Clues

Vem aí o 2º livro da série 39 Clues. O título do livro em português é “Uma nota errada” e o autor é Gordon Korman.

Esta é mais uma aventura eletrizante dos irmãos Dan e Amy Cahill, em busca das 39 pistas que levarão a um segredo maior que a própria humanidade. A chegada oficial da obra ao Brasil está prevista para o dia 31/03/2010, enquanto isso a livraria Saraiva realiza pré-vendas do livro.

As Faces de Alice

Alice no país das maravilhas é uma obra que nunca sai de moda. 

O conto original foi escrito em 1864 por  Charles Lutwidge Dodson sob o título de Alice’s Adventures Underground (As Aventuras de Alice Embaixo da Terra). Anos depois ele decidiu publicar o livro e mudou a versão original, aumentando de 18 mil palavras para 35 mil, notavelmente acrescentando as cenas do Gato de Cheshire e do Chapeleiro Louco.

Desde então o livro tem sido um sucesso e já foi traduzido para mais de 50 idiomas.  Pode-se dizer que essa obra foi fundadora do jeito surrealista de contar histórias, e tem uma enorme importância literária, sendo aparentemente infantil, porém com uma mensagem subliminar que poucos compreendem.

Atualmente Alice no país das maravilhas foi relançado pela Editora Jorge Zahar, no formato pocket book de capa dura.  Esta edição é na versão integral  e inclui o livro Através do espelho e o que Alice encontrou por lá, continuação de Alice no país das maravilhas.

Também foi relançado pela Editora Cosac Naify em duas edições ambas bem lúdicas, sendo que uma delas é para colecionadores.

A edição para colecionadores é impressa em quatro cores no delicado papel Gardapat e apresenta cantos arredondados, capa ousada, sem qualquer texto. O conjunto vem dentro de uma caixa estilizada que simula a embalagem de baralho.

Traduzida pelo historiador e professor da Universidade de Harvard Nicolau Sevcenko. As ilustrações de Luiz Zerbini são um espetáculo à parte. O artista plástico paulista criou cenários feitos de cartas de baralho das quais saltam os personagens, por meio de recorte.

E para deleite dos fãs o filme dirigido por Tim Burtton estreará no Brasil no dia 16 de abril de 2010. 

Diferente da história já conhecida, dessa vez Alice interpretada pela atriz Mia Wasikowska, ao 17 anos, vai a uma festa vitoriana e descobre que está prestes a ser pedida em casamento perante centenas de socialites. Ela então foge, seguindo um coelho branco, e vai parar no País das Maravilhas, um local que ela visitou há dez anos mas não se lembrava.

Os fãs aguardam ansiosos pela estréia que promete lotar os cinemas!

A casa Verde de Mário Vargas Llosa

A Casa Verde foi o livro que levou Mario Vargas Llosa a receber o prêmio de crítica em 1966. O livro  relata a história de um prostíbulo montado perto de uma das cidades mais isoladas do Peru, mudando a rotina de seus habitantes. A história tem como temas centrais o amor, a luta, a paixão pela terra e pelos que nela vivem ou subvivem e fala da batalha contra os que devastam a terra e massacram a classe operária e camponesa. 

A obra foi recentemente relançada pela Editora Alfaguara que é consagrada por sua busca incansável pela qualidade e pelos autores fundamentais. Aqueles capazes de influenciar gerações, criar tendências, formar e estimular leitores.